Suas Histórias

“Et si tu n’existais pas
Dis-moi pourquoi j’existerais
Pour traîner dans un monde sans toi
Sans espoir et sans regret.
Et si tu n’existais pas
J’essaierais d’inventer l’amour”
(Joe Dassin)

Se você não tivesse sobrevivido à guerra, eu teria morrido ali mesmo. Talvez sobre pedras. Talvez sobre outros mortos. Você eu jamais morreríamos sobre uma grama macia, sobre alguma relva fresca.

A sua vida começou forçando você a ser um emigrante da terra que gerou sua raiz. Da terra que soprou fôlego sobre quem lhe deu a vida. A sua vida começou depois que os picos já haviam iniciado a descida. Sua vida foi gerada no início de uma nova parábola.

Quem nasce no início assim, nasce com história. Nasce com um passado já desenhado e com passos novos que estão à espera de alguém que lhes calce, de alguém que lhes explores. Sua vida começou lhe fazendo estrangeiro. E um estrangeiro será sempre um peregrino com um chão para caminhar e sapatos para abandonar.

Você seguiu e recomeçou a vida por diversas vezes, alcançou os picos da abastância e os vales das dores. Você tem um jeito bonito de recomeçar a vida guardando a mesma essência, os mesmos valores. Você sobreviveu à sua própria história para escrever a minha.

Quando debruçou seu amor no berçário e se viu deitado, na forma de um bebê, olhou para mim como um pedaço seu para fora, uma gestação dos seus olhos. Você me carregou no colo como quem abraça a si mesmo e repartiu sobre mim o norte da sua própria vida. Você me deu seus olhos como bússola, seu colo como casa, seus braços como paz. Você me deu uma história para viver. E a história mais bonita que me contou é essa que vivemos juntos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s