Toda mãe é um mar profundo

O mar é um tapete que foi pintado de calma. Tecido de azul, um manto pintado de prata para servir de espelho do céu. O mar caminha com o vento e sua voz tem um tom que arrasta, que chama para dentro. A sua superfície é um veludo beijado pelo sol. Um chão de céu celeste que convida para navegar por toda uma tarde, por uma vida inteira.

O mar é uma morada. De diversos ambientes, ora calmos, ora turbulentos. Ora gelados, ora beijados pelo sol. Morada de várias cores, habitada por vários seres. O mar abriga quem dentro dele se achega e, por maior que seja seu hóspede, sempre parecerá pequeno em sua imensidão. O mar abriga um constante movimento, e seus habitantes parecem sempre dançar uma música silenciosa e contente na imensidão desse infinito desconhecido.

O mar é um abismo de várias camadas. Rasas e cristalinas, outras geladas e inabitáveis. Camadas exploradas, e outras misteriosas.

O mar é uma alma profunda e silenciosa. É generoso e não se importa em alimentar as gaivotas que beliscam apenas sua superfície. Não rejeita aqueles que o sondam e o exploram e, tampouco, rejeita aqueles que navegam em suas profundezas dentro de submarinos impenetráveis. O mar é doação eterna.

Toda mãe é um mar profundo. Que tem rosto de paz, que chama para dentro, que convida para o descanso. Toda mãe é um abrigo imenso.

Toda mãe é um chamamento para dentro. Toda mãe é a espera da volta. É um poço de mistério, de segredos não revelados, de amor sem fim. Dá mais do que recebe, é mais rica do que os mais ricos.

Toda mãe tem um amor que chama. Um mistério que atrai, uma armadilha sem saída onde não se sabe exatamente quando esse amor começou. Sabe-se apenas que sempre esteve lá como um quadro de paz azul, um universo de borda infinita, que não cansamos de admirar.

miss demoiselle

Anúncios
This entry was posted in Blogroll and tagged , , , , by Tâmara Abdulhamid. Bookmark the permalink.

About Tâmara Abdulhamid

palestina, engenheira e blogueira… …mas, é muito injusto uma vida inteira para viver e me definir por linhas. Por isso, espalho pedaços de mim em vocês, nas linhas, naquilo que invento e chamo de amor. Por isso existe o café. Para que você entre, me abrace, se aconchegue, converse e deixe o amor acontecer. De qualquer jeito, do jeito que couber, do jeito que for.

One thought on “Toda mãe é um mar profundo

  1. Querida, vc é dona de uma sensibilidade sem igual. Tâmara, continue sempre assim e que eu continue tendo o prazer de continuar recebendo seus e-mails. Bjs. Luz e paz.
    Adilson

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s